John Gray revela ter tido pensamento suicidas

Diante do Trono grava trilha sonora
Janeiro 11, 2019
Flordelis é destaque no YouTube
Janeiro 11, 2019

John Gray revela ter tido pensamento suicidas

O bispo TD Jakes, pastor sênior da igreja The Potter’s House (Casa do Oleiro) em Dallas, no Texas, repreendeu o espírito de suicídio do pastor da mega-igreja John Gray no sábado, poucos dias depois que Gray revelou que ele estava pensando em se suicidar.

“Eu literalmente pensei sobre como eu poderia acabar com a minha vida e ainda chegar ao céu e de alguma forma meus filhos não ficariam com cicatrizes, mas não havia como eu descobrir como fazer isso. E eu não sou a única pessoa que pensou sobre isso. Eu não sou a única pessoa que o diabo atacou nessa área ”, disse Gray em uma gravação de seu sermão para sua igreja na véspera de Ano Novo postado no YouTube .

Gray, que recentemente tornou-se pastor da Relentless Church em Greenville, Carolina do Sul, depois de servir na Lakewood Church de Joel Osteen, no Texas, tem enfrentado muitos escrutínios públicos nos últimos meses por esbanjar sua esposa com uma Lamborghini de 200 mil dólares. Ele também admitiu no verão passado que ouviu vozes que o atraíram para longe de sua esposa e família e para estar à beira de  um divórcio. Por favor visite este link djurskyddetlandskrona

Em uma pesquisa publicada no jornal The New York Times em 2010 revelou que o grupo de pastores pesquisados apresentavam obesidade, hipertensão e depressão a taxas superiores à maioria dos americanos. Na última década, o uso de antidepressivos aumentou, enquanto sua expectativa de vida caiu. Muitos poderiam mudar de emprego se pudessem.

Outros dados surpreendentes apresentados nesse estudo de quase 10 anos atrás, foram os seguintes:

13% dos pastores ativos são divorciados.
23% foram demitidos ou pressionados a renunciar pelo menos uma vez em suas carreiras.
25% não sabem o que fazer quando tiverem problemas na família ou um conflito ou problema pessoal.
25% das esposas dos pastores vêem o horário de trabalho do marido como fonte de conflito.
33% sentiram-se queimados nos primeiros cinco anos de ministério.
33% dizem que estar no ministério é um risco absoluto para a família.
40% dos pastores e 47% dos cônjuges sofrem de burnout, horários frenéticos e/ou expectativas pouco realistas.
45% das esposas dos pastores dizem que o maior perigo para eles e sua família é o desgaste físico, emocional, mental e espiritual.
45% dos pastores dizem que experimentaram depressão ou burnout ao ponto de precisavam tirar uma licença do ministério.
50% sentem-se incapazes de atender às necessidades do trabalho.
52% dos pastores dizem que eles e seus cônjuges acreditam que estar no ministério pastoral é perigoso para o bem-estar e a saúde de sua família.
56% das esposas dos pastores dizem que não têm amigos íntimos.
57% deixariam o pastorado se tivessem algum outro lugar para ir ou alguma outra vocação que pudessem fazer.
70% não têm amigos próximos.
75% relatam estresse severo causando angústia, preocupação, perplexidade, raiva, depressão, medo e alienação.
80% dos pastores afirmam ter tempo insuficiente com o cônjuge.
80% acreditam que o ministério pastoral afeta negativamente suas famílias.
90% se sentem desqualificados ou mal preparados para o ministério.
90% trabalham mais de 50 horas por semana.
94% sentem-se sob pressão para ter uma família perfeita.
1.500 pastores deixam seus ministérios todos os meses devido ao esgotamento, conflito ou falha moral.

É nítido que, com o passar dos anos, notícia de suicídio envolvendo pastores estão cada vez mais presente na mídia, provando que há algo errado. Cabe a nós, como cristão, e as instituições, fazer uma análise se pastores estão no limite de sua saúde mental ou se o sistema que não esta funcionando muito bem. Porém, seja qual for a causa, cabe a cada cristão incluir os milhares de pastores e líderes em suas orações, especialmente o seu pastor local.

Com informações do christianpost.com e ultimato.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *